top of page

Alumni Spotlight: Vitória Loiola

Entrevista com a alumna Vitória Loiola

Que profissão você deseja exercer? Quais são suas expectativas quando se trata de estudar no exterior e iniciar uma carreira profissional?

Comecei os estudos recentemente, em 18 de agosto, e minhas expectativas já estão altas tanto para o futebol quanto para a carreira profissional. No momento, ainda estou decidindo entre dois cursos -Educação Física e Sports Management. Podendo jogar nos EUA, percebi que no Brasil o esporte não é muito valorizado. Aqui, além da valorização, existe mais espaço para esporte feminino, e todos esses fatores me deixam animada.

Quais são suas expectativas com a nova rotina que está por vir, sabendo que vai morar sozinha em outro país?

Vou confessar que ainda estou meio assustada. É uma rotina muito corrida, e eu não estava acostumada com isso. Mas, apesar de tudo, sei que, com o tempo, vou pegar o ritmo e conseguir balancear os estudos, os treinos e o trabalho também.

Você acredita que estudar na Escola das Nações influenciou sua decisão de estudar no exterior?

Com certeza! Além do incentivo, a Escola das Nações me influenciou principalmente pelo apoio. O suporte de todo mundo e dos professores foi essencial porque me mostraram meu potencial.

De que você acha que vai sentir mais falta da Escola das Nações?

A relação com os professores. Sempre tive uma relação muito boa com todos da escola, professores, funcionários, toda a comunidade. Eu costumo falar que a Escola das Nações não é uma escola, é uma família, porque, em todas as necessidades, temos a certeza de que a escola vai estar lá para ajudar.

Que conselho você daria aos estudantes que virão depois de você e querem estudar no exterior?

O conselho que eu dou é que não basta só falar da boca que quer estudar no exterior. É preciso realmente correr atrás. Fora do nosso país, a realidade é totalmente diferente. Vocês vão encontrar culturas e costumes diferentes e vão perceber que existem coisas fora do seu entendimento. Então, se optarem por estudar no exterior, mantenham-se fortes e de cabeça aberta para conhecer coisas novas e se acostumar com um novo mundo. Tem que querer!


54 visualizações

Kommentare


bottom of page