top of page

Estudante da Nations é membro do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do Distrito Feder

O comitê participou de uma sessão no Salão Nobre da Câmara dos Deputados do Distrito Federal para testemunhar o lançamento da Frente Parlamentar Mista pelos Direitos da Criança e do Adolescente do Congresso Nacional


Temos o prazer de anunciar que nosso aluno Tiago Bianchini, do Grade 11, é membro do Comitê Consultivo de Adolescentes do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do Distrito Federal (CDCA-DF), em que atua como conselheiro desde novembro de 2022.


O CDCA-DF está diretamente ligado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). É o órgão deliberativo da política de promoção dos direitos da criança e do adolescente, controlador das ações de implementação dessa política e responsável por estabelecer critérios para os planos de uso e aplicação do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente - FDCA-DF.


O comitê reúne jovens do Distrito Federal para discutir questões relacionadas aos direitos humanos e aos direitos da criança e do adolescente. Defende a causa de que os jovens devem estar envolvidos nas discussões sobre seus direitos e que a participação é essencial para a criação de políticas que realmente atendam às suas necessidades. A presença de Tiago no comitê é um exemplo inspirador de como os jovens podem fazer a diferença e promover mudanças positivas em suas comunidades.


Em 26 de abril, o comitê participou de uma sessão no Salão Nobre da Câmara dos Deputados do Distrito Federal para testemunhar o lançamento da Frente Parlamentar Mista pelos Direitos da Criança e do Adolescente do Congresso Nacional. Tiago e outros membros do CDCA-DF tiveram a oportunidade de conversar com deputados e senadores e apresentar uma carta de manifestação com 18 motivos para proteger crianças e adolescentes da violência.


Em seu depoimento, o estudante comentou sobre como a participação no comitê tem sido uma experiência positiva. Ele aprende diariamente sobre os desafios dos jovens e a importância de defender seus direitos. "Estou vendo realidades muito diferentes da minha. Por meio do comitê, percebi a importância de reconhecer meu privilégio e ser capaz de usar isso para ajudar os outros. Vejo essa experiência como uma forma de exercer a democracia no nosso país. Espero entender mais sobre o processo legislativo no Brasil. Ver como as coisas funcionam por dentro vai mudar minha visão de mundo."


Além disso, Tiago revelou que aplica o que aprendeu por meio do Programa de Educação Moral e Cidadania Global da escola em sua rotina como conselheiro. "Saber que faço parte de um grupo que pode trazer mudanças é muito gratificante. É uma confirmação de que temos o poder da ação. Vejo a importância de valores como empatia e serviço comunitário que a escola valoriza."


23 visualizações

Kommentare


bottom of page