Promovendo a mudança

Alunos criam obras de arte para o concurso internacional “Arte pela Justiça Social”


Na Escola das Nações, incentivamos os alunos a serem agentes ativos de mudança no mundo. No início deste ano letivo, estudantes do Ensino Fundamental 1 e do Ensino Médio e seus professores de Artes e Educação Moral participaram do concurso internacional “Arte pela Justiça Social” promovido pela Social Justice Club Initiative.


Com mais de duzentos trabalhos inscritos, a organização escolheu cinco obras de arte vencedoras, e um de nossos alunos ficou no topo do ranking: Manoela Moura, Grade 12. Seu trabalho “Justiça Social precisa de Mudança” conquistou o terceiro lugar!

“Em minha obra de arte pela justiça social, optei por retratar um protesto inspirado no movimento “Vidas Negras Importam”, que começou nos Estados Unidos em 2020 após a morte de George Floyd. No entanto, decidi mostrar não só pessoas que protestam contra o racismo, mas também outras injustiças que enfrentamos diariamente. Justiça social é a ideia de que todos merecem direitos e oportunidades econômicas e políticas iguais. As populações que retratei em minha arte muitas vezes são privadas disso. Em meu desenho, cada sinal de protesto representa um grupo que enfrenta injustiças sociais por causa de sexismo, racismo, homofobia, discriminação religiosa ou desigualdade de classe social. Meu trabalho mostra pessoas lutando para acabar com essa realidade, para reivindicar seus direitos e ter acesso às mesmas oportunidades de grupos mais privilegiados ”- explica Manoela Moura.


Temas como gênero e igualdade racial inspiraram os alunos, que retrataram movimentos relevantes em 2020, como “Vidas Negras Importam” e protestos para ajudar a proteger o meio ambiente. As obras foram avaliadas com base em originalidade, habilidades artísticas e representação de justiça / injustiça social. Quanto à originalidade, os jovens artistas foram avaliados em criatividade envolvendo expressão de ideias e uso de materiais. Para habilidades artísticas, os julgadores buscaram avaliar se a imagem é fácil de ler e o quão bem as habilidades de desenho retrataram a imagem. A representação de justiça / injustiça social foi avaliada com base em quão bem a obra de arte representou o tema de justiça social e como evocou emoção.


Nove estudantes EdN também receberam menções honrosas.

  • Arthur Fernandes, Grade 7, pela obra “Together We’re Stronger

  • Maria Clara Brum, Grade 7, pela obra “Social Justice

  • Helena Mello, Grade 9, pela obra “Black Lives Matter

  • Isabela Lima, Grade 9, pela obra “Dough-ble Standards

  • Liam Medeiros, Grade 9, pela obra “Racism Through Vision

  • Luís Nunes, Grade 11, pela obra “Dangers of Not Wearing a Mask

  • Leonardo Grasso, Grade 12, pela obra que fez

  • Luiza Mello, Grade 12, pela obra “Black Lives Matter

  • Nicolle Modesto, Grade 12, pela obra “No Freedom till We’re Equal



3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
  • LinkedIn - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter

Câmpus da Sede

SHIS QI 21 Área Especial Conjunto C1

Brasília, DF, Brasil | 71655-600

Telefones: +55 61 33661800

Câmpus da Educação Infantil

SMDB Conjunto 19 Chácara 02

Brasília, DF, Brasil | 71680-190

Telefones: +55 61 33661800 (ext 311)