• LinkedIn - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Câmpus da Sede

SHIS QI 21 Área Especial Conjunto C1

Brasília, DF, Brasil | 71655-600

Telefones: +55 61 33661800

Câmpus da Educação Infantil

SMDB Conjunto 19 Chácara 02

Brasília, DF, Brasil | 71619970

Telefones: +55 61 33662947

Alunos do Grade 9 levam os projetos de TMI a outro nível

 

 

“Sejam atos, e não palavras, o vosso adorno” - Bahá’u’lláh

 

“Cuidai zelosamente das necessidades da era em que viveis e concentrai vossas deliberações em vossas exigências e em vossos requisitos.” - Bahá’u’lláh

 

Como parte da disciplina Tomando Iniciativa Moral (TMI), os alunos do Grade 9 trabalharam durante todo o ano letivo em um projeto de serviço comunitário na Vila do Boa (São Sebastião). O projeto, batizado de “Bases da Unidade”, teve sua culminância no dia 21 de maio em uma manhã divertida.

 

“As aulas de TMI ajudam os alunos a desenvolver habilidades e qualidades importantes para que se sintam capazes de gerar transformação na realidade em que estão inseridos”, diz a professora de TMI, Mary Aune. “A metodologia promove reflexões a respeito do potencial de cada aluno e o seu papel diante das necessidades de mudança na sociedade.”

 

Durante a fase de planejamento, os estudantes definiram sua motivação para fazer as atividades na Vila do Boa. “Nós pensamos que, além de construir o espaço físico para aulas de artes, devemos fazer mais pela comunidade. Por isso, planejamos oficinas de música, artes e outras atividades”, explicou Daniel Parente.

 

Cada aluno teve oportunidade de escolher sua maneira contribuir. “Tivemos dificuldades de comunicação no início, mas fizemos um plano para integrar as ideias de todas as pessoas, ouvindo e consultando”, conta Jessica Chang. “Minha ideia era ensinar um pouco de chinês para as crianças. Pensei em começar pelos nomes das frutas, mas acabei trabalhando as partes do corpo usando uma música”, completou.

 

Na visita anterior,  em novembro de 2015, foram realizadas oficinas de contação de história, pintura, plantio de horta e dança. A partir daí, diversas reflexões foram realizadas em sala de aula acerca do que poderia ser feito para apoiar a comunidade local. Consultas com Nivaldo Nunes, um líder local que oferece aulas de artes gratuitas para as crianças e jovens da localidade, foram indispensáveis e uma contribuição valiosa para capturar percepções e históricos. Em um desses momentos de reflexão, os alunos tiveram a ideia de construir uma base de alvenaria de 6mx6m sobre a qual uma tenda será erguida para prover sombra aos alunos que participam das aulas de artes e de outras atividades comunitárias.

 

Os próprios estudantes se organizaram em comitês responsáveis por tarefas específicas, como alimentação, pintura de rosto, fotografia e entrevistas e construção. Criaram uma página na internet em que descrevem o projeto e compartilham fotos. O professor facilitou e apoiou os alunos para que eles mesmos assumam a iniciativa e façam do projeto um sucesso.

 

Para Neryangela Samoori, Coordenadora de Educação Moral, a participação dos alunos em sábados, fora do horário regular de aulas, é um forte indicador do compromisso deles com o projeto. “Tanto em novembro quanto em maio, mais de 50% dos alunos se voluntariaram para o projeto. Muitos dos que não puderam estar presentes se engajaram na coleta de materiais e no fornecimento de itens para o lanche, além de contribuir efetivamente na fase de planejamento.”

 

Neryangela destacou que os projetos de serviço comunitário promovidos pela Escola seguem uma série de critérios que são cuidadosamente trabalhados em sala de aula e nas atividades práticas. “Queremos que os alunos sejam capazes de pensar e agir sistematicamente, de maneira sustentável, e que possam se envolver em projetos que tenham o potencial de crescimento orgânico.”

 

Aprender a entender comunidades, refletir e estudar possibilidades, consultar todos os envolvidos, valorizar opiniões e promover um ambiente seguro e feliz são algumas das capacidades trabalhadas ao longo de toda a trajetória deles nos cursos do Departamento. Os resultados não são imediatos, mas geram aprendizados que levarão para toda a vida.

 

Nivaldo comemorou os resultados. “O piso ficou muito bom, e as crianças ficaram felizes com tudo o que alcançamos juntos. Não tenho palavras para explicar o quanto está sendo importante a amizade, o carinho dos meninos da Escola das Nações.”


Para visualizar a página produzida pelos alunos, acesse: http://viladoboa.wix.com/bases-da-unidade

Please reload