• LinkedIn - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Câmpus da Sede

SHIS QI 21 Área Especial Conjunto C1

Brasília, DF, Brasil | 71655-600

Telefones: +55 61 33661800

Câmpus da Educação Infantil

SMDB Conjunto 19 Chácara 02

Brasília, DF, Brasil | 71619970

Telefones: +55 61 33662947

Semana Pedagógica - Janeiro/2017

 

Os professores e demais funcionários da área pedagógica retornaram à Escola em 23 de janeiro para uma semana de planejamento e desenvolvimento profissional. Escolhemos nosso tema de valores para o ano letivo de 2017-18 - “O Poder das Palavras” - e planejamos a Feira de Livro deste ano. Os professores trabalharam com a consultora educacional Bambi Betts em estratégias de avaliação de alto impacto e uso de rubricas para avaliar o desempenho dos alunos. Eles também participaram de um workshop sobre dislexia, apresentado por Sandra Fleming.

 

Segue resumo dos workshops.

 

Práticas Efetivas de Avaliação: O Uso de Rubricas para Feedback e Avaliação dos Alunos

 

A consultora em educação internacional Bambi Betts, também Diretora do Principals’ Training Center e do Teacher Training Center, trabalhou durante três dias, de 25 a 27 de janeiro, com os professores de todos os segmentos sobre práticas de avaliação. O workshop abordou a utilização de rubricas para feedback oportuno aos alunos. A Sra. Betts adequou cada apresentação para atender às necessidades específicas e às abordagens de ensino e aprendizado mais comuns. Por exemplo, utilizamos ferramentas de observação dos alunos com muito mais frequência no Maternal e avaliações mais formais no Ensino Médio.

 

Em um bom sistema de avaliação, os estudantes recebem critérios claros sobre seu desempenho e sobre o que se espera que aprendam. Uma forma comum de apresentar esses critérios é por meio de rubricas. As rubricas são guias de avaliação que permitem analisar os níveis de desempenho do estudante. Elas podem ser utilizadas para treinar os discentes a realizar determinada tarefa com excelência e para avaliar o desempenho. Devem ser apresentadas anteriormente ao processo de treinamento e avaliação, pois ajudam os alunos a visualizar o que é esperado deles durante o processo de aprendizado.

 

As rubricas devem ser apresentadas por escrito, utilizando atividades reais como guia, e devem: descrever as características principais de cada tarefa; definir a verdadeira excelência; utilizar uma linguagem pedagógica acessível aos alunos; ser compatíveis com os objetivos específicos de aprendizado do currículo; ser utilizadas como ferramentas de autoavaliação antes de o aluno ser avaliado; descrever procedimentos para produção daquilo que foi solicitado.

 

Os professores aprenderam as diferenças e os benefícios das rubricas baseadas em narrativas e exemplos. Eles também praticaram a criação de suas rubricas e como alinhá-las ao sistema de avaliação de quatro níveis, utilizado para avaliar o desempenho dos estudantes com base em referências. A pedido de profissionais do Ensino Médio, a Sra. Bambi Betts também falou sobre ensino diferenciado. Analisou os pilares da diferenciação com base na estrutura de Carol Ann Tomlinson, que afirma que a diferenciação pode ser feita de acordo com o conteúdo, o processo e o produto. Ela apresentou e discutiu estratégias para diferenciar o ensino e a avaliação em sala de aula. Continuaremos a trabalhar esses assuntos ao longo dos próximos meses durante o período de planejamento de cada segmento.

 

Workshop sobre Dislexia com Sandra Fleming

 

Sandra Fleming, especialista em dislexia, apresentou métodos e abordagens para auxílio do aprendizado de alunos com dislexia. Ela tem diploma de pós-graduação em Dificuldades Específicas de Aprendizado e Necessidades Educacionais Especiais: Aprendizado para Todos, em Dislexia e Alfabetização com Ação em Dislexia. É reconhecida como Membro Associada da British Dyslexia Association. Possui, também, certificado em Práticas de Avaliação. A Sra. Fleming analisou as características da dislexia e salientou estratégias gerais a ser empregadas em sala de aula com alunos. Alguns dos assuntos abordados incluem como ajudar os estudantes com dislexia a aumentar a consciência fonológica, desenvolver habilidades cinestésicas necessárias e melhorar velocidade de processamento verbal.

Please reload