top of page

MUNations: Uma Janela para a Diplomacia Global

Conferência da Escola das Nações Promove Intercâmbio Cultural e Experiência em Relações Internacionais


Este semestre, o Clube MUN da Escola das Nações promoveu a quinta edição da Conferência MUNations, um evento destinado a simular uma assembleia das Nações Unidas, proporcionando aos estudantes do Ensino Fundamental II e Médio a chance de atuarem como delegados e se envolverem em debates sobre crises globais urgentes, como a guerra entre Israel e Hamas, e as violações dos direitos humanos na guerra civil do Sudão, entre outros.


A conferência, que se consolidou como um espaço para o desenvolvimento de habilidades diplomáticas, destacou-se ainda mais nesta edição ao ser aberta, pela primeira vez, a estudantes de escolas públicas e privadas do Distrito Federal. As escolas participantes foram: Escola Americana de Brasília, Colégio Everest, Escola Pública do Lago Sul, Centro de Ensino Médio 414 de Samambaia, Marista, Liceu Francês e Colégio Militar.


O evento contou com a presença de convidados ilustres, como a Sra. Marcela Pignanelli, representante do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e mãe de um aluno da Escola das Nações. Em sua apresentação, Sra. Marcela focou em motivar as alunas delegadas, compartilhando experiências sobre sua carreira diplomática e oferecendo conselhos valiosos sobre como prosperar na área.


Além dela, o Sr. Jean-Pierre Bou, Chefe Adjunto da Comissão da União Europeia no Brasil, discutiu os desafios atuais da sociedade e interagiu com os futuros delegados. O evento também contou com a presença do senador Izalci Lucas, do Distrito Federal, que, em seu discurso, incentivou os alunos a manterem o interesse nas áreas de diplomacia, ciências políticas e relações internacionais, enfatizando o papel crucial dos jovens como futuros líderes nessas esferas.



Com mais de 200 participantes, o evento serviu como um catalisador para o aprimoramento das competências sociais e acadêmicas dos alunos, tais como oratória, análise crítica, habilidades de discussão e argumentação, e resolução de problemas. Sarah Pizziranni, aluna do Grade 12 e presidente do Clube MUN, compartilhou que esta edição foi uma experiência marcante dentre as conferências do MUN em que já participou, e destacou o impacto significativo que essas habilidades terão em seu futuro.


“Eu comecei minha carreira no MUN participando de conferências internas e externas, e cada uma delas me trouxe uma experiência diferente. Nesta edição, como presidente do clube, eu quis fazer algo diferente das conferências que já participei, buscando maior visibilidade e mais convidados. Portanto, trazer as escolas públicas para cá foi uma ação para dar oportunidades a pessoas que nem sempre as têm, porque acredito que para fazer um impacto no mundo, você deve começar com sua comunidade. O MUNations abriu meus olhos para o fato de que, embora muitos se preocupem com o mundo, é aqui, para esses alunos e essas pessoas, que a experiência será levada por toda a vida. Meu objetivo na minha carreira profissional é me perguntar todos os dias como posso contribuir para minha comunidade, para as pessoas da minha geração e como podemos nos tornar futuros líderes da nossa comunidade. Esse é o caminho que quero seguir.”

Atos de Serviço


Um destaque especial nesta edição do MUNations foi a decisão do comitê organizador de incluir escolas públicas no evento, assumindo todos os custos associados. Lucas Munhoz, também do Grade 12 e membro do Clube MUN, desempenhou um papel crucial na preparação desses estudantes, visitando as escolas para oferecer treinamento e garantir que todos chegassem bem preparados para os debates. Em seu depoimento, Lucas revela que foi muito proveitoso oferecer a orientação e que a experiência e o bom feedback dos alunos das escolas públicas adicionaram ainda mais valor ao evento.


“Não dá para pensar de maneira superficial sem considerar o que realmente está em jogo. Ao convidar esses alunos, precisávamos oferecer para eles a experiência completa e capacitá-los para o evento seja o mais proveitoso possível. Essas conferências são organizadas para possibilitar que estudantes tenham essa experiência única e valiosa e possam adquirir habilidades que levarão para a vida. Portanto, se você pretende estender e incluir pessoas que tiveram muito menos privilégio e oportunidade, você não pode deixar de ajudar e de prestar esse serviço, porque, em última instância, a experiência que aquele aluno teve valeu muito mais do que a estética do MUN. Isso nos leva a refletir sobre o que realmente importa e como fazer uma diferença real na vida de alguém.”

Este evento é um reflexo direto da missão, visão e valores da Escola das Nações. Através dele, os participantes aprendem e refletem sobre liderança, serviço e unidade da diversidade. Parabéns à equipe de funcionários e à todos os delegados presentes na conferência!




40 visualizações

Comments


bottom of page